Pesquisar

Interatividade

      

   facebook2twitter2messenger2         

           simboloru

   Aplicativo Oficial 

ru

ru2

ru3

 

         imgcard

 

 

       cartilharu

 

 

  agendamentoct

 

 

 

     logo

 

 

 vocesabia

    filaru

 

-higienizacao-das-maos

Ver quantos acessos teve os artigos
752315

Temos 9 visitantes e Nenhum membro online

Sistema de Alimentação da UFRJ

Projeto de desenvolvimento Institucional - Sistema de Alimentação da UFRJ
Diretora técnico-acadêmica: prof. Lucia Andrade/INJC

Objetivo: Oferecer alimentação de qualidade, equilibrada, e acessível de forma a favorecer a permanência dos estudantes no espaço universitário, permitindo-lhes dedicação integral aos estudos, sendo importante meio de combate à evasão escolar.

Concepção: A política de alimentação, incorporada ao plano diretor-UFRJ 2020,deve concretizar a vontade de garantir efetivas oportunidades de formação integral ao conjunto dos estudantes, em particular aqueles oriundos de família de baixa e média renda. A proposta de reativação do Sistema de Alimentação da UFRJ, retomada a partir do seu restaurante universitário central – RU central – e das unidades satélites, se insere nos paradigmas precípuos da universidade, de promoção do seu nível de excelência que perpassa suas atividades de ensino, pesquisa e extensão e, ao mesmo tempo, reafirma o seu compromisso social e pedagógico ao formular políticas públicas eficazes que ampliam o apoio e a assistência aos estudantes, principalmente àqueles desprovidos de recursos. Complementarmente, os RU atenderão os demais segmentos da comunidade da UFRJ, como servidores técnico-administrativos, docentes, prestadores de serviço e usuários externos à UFRJ, por ocasião de eventos e encontros programados tendo a UFRJ como anfitriã A política de alimentação completa-se com uma visão integrada do conjunto de serviços de alimentação com funcionamento permitido nos campis da UFRJ, como restaurantes, lanchonetes, quiosques, cafés, cantinas etc. A política de permissões deverá atender aos objetivos de alcançar diversidade de oferta, qualidade nutricional e sanitária, preços razoáveis e horários de funcionamento compatíveis com os horários escolares, inclusive noturno.

O Sistema de Alimentação e o INJC

No sentido de materializar os pressupostos supracitados, o Instituto de Nutrição Josué de Castro, dentro das normas preconizadas pela Política de Segurança Alimentar e Nutricional do país, foi e é responsável pela elaboração/implementação de uma proposta baseada na produção e distribuição de refeições que sejam culturalmente diversificadas, equilibradas nos princípios nutritivos, seguras do ponto de vista higiênico-sanitário, economicamente justa e em consonância com os princípios de proteção ambiental e uso racional dos recursos naturais.

Para a consecução dos objetivos propostos, o Instituto de Nutrição Josué de Castro realiza de forma sistêmica, inúmeras atividades articuladas com as demais unidades acadêmicas, buscando efetivar a interdisciplinaridade e a transversalidade do conhecimento, como elementos norteadores e indispensáveis. Cabe ressaltar que, ao final da década de 90, integrando a Política Nacional de Saúde, é formulada a Política Nacional de Alimentação e Nutrição que, ao se inserir no contexto da Segurança Alimentar e Nutricional, extrapola o setor saúde alcançando um caráter intersetorial. Trata-se, portanto, de se romper a lógica da fragmentação, de realizar trabalhos de forma individual, seja na pesquisa, no ensino e na extensão, adotando-se um novo modelo, onde o exercício da diferença impõe a reflexão e a construção de propostas de forma coletiva. O papel do Restaurante Universitário transcende, portanto, ambiente de formação qualificada de pessoal como também, espaço de encontros e reflexão sobre questões que envolvam o alimento e o ato de alimentar-se, e aprofunda a consolidação de uma cultura de direitos humanos e de novos espaços de sociabilidade, com sólidos investimentos na dimensão político-cultural, fornecendo subsídios para a produção de análises e a implementação de ações, de maneira que se amplie o conhecimento da instituição universitária e que se estabeleça à difusão do mesmo na comunidade.

 

Homenagem

O RU Central recebeu o nome do estudante secundarista Edson Luiz de Lima Souto, assassinado, em 28 de março de 1968, num confronto com a Polícia Militar durante o período da Ditadura Militar no Brasil. Edson estava no restaurante Calabouço, no centro do Rio, local onde era oferecida comida a baixo custo a estudantes secundaristas e universitários. O episódio marcou o início do endurecimento da repressão do regime militar no país.

        ouvidoria       acessoainformacao        logoufrj      pr6     injc      50anos cor web pequeno      transparencia        download     

Atualizado por : Luciano Alvarez        

UFRJ Sistema de Alimentação - Restaurante Universitário
Desenvolvido por: TIC/UFRJ